Por que é importante causar uma boa impressão?

Por que é importante causar uma boa impressão?

Saber como causar uma boa impressão é uma das habilidades mais imprescindíveis para as relações interpessoais, já que ela pode influenciar tanto um final feliz como um desastroso. E essa afirmação vale igualmente para a vida pessoal e para a profissional. A sabedoria popular responderia que é porque a “primeira impressão é a que fica”. E é bom lembrar que nem sempre teremos uma segunda chance para causar uma boa primeira impressão.

A ciência explica que o cérebro leva menos de um minuto para formatar uma opinião sobre o seu interlocutor. Isso porque a mente humana é tão rápida que processa já no primeiro segundo diante da pessoa as informações obtidas sobre ela. Com tamanha rapidez, as sinapses realizadas conduzem rapidamente conclusões e julgamentos sobre aquele indivíduo. Em alguns casos, de acordo com as pesquisas, temos até cinco minutos para causar uma boa impressão. Não é à toa que no mundo dos negócios dizem que os primeiros minutos da reunião definem o final da negociação.

Por que causar uma boa impressão é tão importante?

Causar uma boa impressão é importante porque isso pode fazer toda a diferença nos relacionamentos pessoais e profissionais. Como a mente humana é ágil para conceituar alguém, esta primeira interação pode contribuir de forma positiva ou negativa. Se transmitimos algo bom nesta fase inicial e isso é compreendido pelo nosso interlocutor, começamos a relação com o “pé direito”. Já o contrário pode ser equiparado com aqueles dias em que não devíamos ter saído da cama.

Como causar uma boa impressão pode influenciar nas relações interpessoais?

Se causar uma boa impressão é importante para a construção inicial dos relacionamentos, a pergunta que fica agora é: como isso é possível? Imagine-se conhecendo uma pessoa qualquer. Se logo nos primeiros segundos você notar atitudes que admira, elas serão rapidamente processadas pelo seu cérebro. Antes mesmo de se conscientizar sobre a situação, as conclusões acerca do seu interlocutor já estarão formadas. Por conseguinte, este conceito irá refletir em suas ações e na sua maneira de pensar dali em diante.

Logo, se a pessoa causa uma boa impressão, é como se concedêssemos um ponto extra a ela. E isso facilita naturalmente a interação. A mesma lógica vale para o contrário. Ou seja, se pessoa deixou uma má impressão, a tendência é ficarmos mais desconfiados. Como consequência, não proporcionamos muita abertura, dificultando um pouco o diálogo.

As vantagens de causar uma boa impressão na prática

Ao causar uma boa primeira impressão, convencemos “silenciosamente” nosso interlocutor de que vale a pena despender energia e tempo conosco. O cérebro avaliou diversos quesitos como credibilidade, confiança, competência etc. naqueles cinco primeiros minutos, e a conclusão foi positiva. Com um bom julgamento, a pessoa fica mais propensa a querer nos conhecer melhor, a se interessar pelo que temos a dizer e a criar um elo. Esse contexto, por sua vez, gera empatia e sinergia com o outro – o que ajuda a dar mais fluidez ao diálogo.

Com tudo isso, é até óbvio dizer que ganhamos uma vantagem para os passos seguintes. Por exemplo, durante uma reunião de vendas, causar uma boa impressão nos ajuda a cativar atenção do nosso cliente, aumenta o nosso poder de persuasão e favorece a construção de um relacionamento positivo. Esse clima próspero somado às atitudes de um bom vendedor resultam na maior probabilidade da negociação chegar a um final feliz. Já em uma entrevista de emprego, ser visto com bons olhos pode ativar aquele feeling do RH em apostar em um talento e dar o voto de confiança a ele. r

Primeira impressão é a que fica?

O dito popular diz que a primeira impressão é a que fica. Mas será mesmo? A resposta é sim e não. O julgamento que a mente humana faz num primeiro momento fica armazenado no inconsciente. Isso significa que se a experiência foi desagradável será mais difícil e trabalhoso reverter essa visão, porém, não impossível. Ou seja, se você tiver uma segunda oportunidade de tentar passar uma imagem positiva de si mesmo, não perca as suas esperanças! É possível fazer com que o outro mude de ideia a seu respeito.

Diante dessa linha de raciocínio, é importante ressaltar que causar uma boa primeira impressão não quer dizer garantia de sucesso. Também existe a possibilidade de ser bem avaliado nos primeiros cinco minutos e isso se dissolver. Nem sempre os julgamentos feitos pela mente humana e as intuições estarão certos. Ou então a expectativa criada pode não ser correspondida durante a construção do relacionamento. Nesses casos, o resultado é uma grande frustração.

Por essa razão, tão importante quanto causar uma boa impressão é realmente ser aquela imagem transmitida. A mensagem passada em sua apresentação deve estar sempre de acordo com quem você verdadeiramente é. Além de evitar tais conflitos, a honestidade do começo ao fim é um ingrediente imprescindível nessa receita.

Como causar uma boa impressão  

Já que é tão benéfico causar uma boa primeira impressão, só nos resta saber como. E o primeiro passo para isso é entender que causar uma boa impressão não está relacionado com a beleza física. Mais que isso, passar uma imagem positiva de nós mesmos está ligado a um conjunto de atitudes, comportamentos e à nossa apresentação. É isso que será evidenciado à primeira vista e é com essas informações que a mente humana irá formular a opinião.

Então, confira a seguir quatro dicas de como causar uma boa primeira impressão e ser bem-sucedido:

Como causar uma boa impressão: cuide de sua aparência

Causar uma boa impressão começa com a sua aparência física. Simples cuidados como trajar a roupa adequada ao ambiente, estar com uma maquiagem elegante, barba bem-feita, cabelos penteados fazem uma baita diferença. Afinal, o seu aspecto exterior faz parte do seu cartão de visitas. E como nunca se sabe quem você irá conhecer amanhã ou as oportunidades que a vida te reserva, o ideal é estar sempre pronto e bem apresentável!

Como causar uma boa impressão: seja bem-educado

A boa educação pode soar óbvia, mas é preciso pontuar porque isso vai muito além de dizer “por favor” e “obrigado”. Boa educação traz implicitamente valores e princípios. Então, não basta ser cortês somente com seus amigos ou com quem lhe convém, é preciso tratar bem a todos. Isso deve estar em sua essência para ser um comportamento condizente. Afinal, se por acaso o cliente, que tanto te admira por sua elegância, flagrá-lo maltratando o segurança, toda a sua boa imagem pode se dissolver num piscar de olhos.

Como causar uma boa impressão: seja simpático

A simpatia é uma das atitudes mais importantes para causar uma boa impressão. E antes que os tímidos e introvertidos torçam o nariz, já adiantamos que basta colocar um sorriso sincero no rosto. Desde que seja autêntico, quebra barreiras entre você e o outro, possibilita uma maior aproximação, ajuda a criar um clima amistoso e transmite uma energia positiva.

Como causar uma boa impressão: saiba conversar

Saber conversar é imprescindível para causar uma boa impressão. Para isso, é preciso se atentar a duas simples ações e desenvolvê-las.

  • Ouça – saber ouvir parece algo banal, mas, infelizmente, não é todo mundo que sabe fazer isso. Ou seja, é preciso escutar receptivamente, estar aberto a novas ideias e até mesmo opiniões contrárias, e dedicar toda a sua atenção ao que o seu interlocutor está dizendo. Não basta estar de corpo presente, é preciso se envolver e se interessar verdadeiramente pela fala do outro.
  • Fale – saiba a hora certa para falar e pense antes de dizer. Conversar não é dizer o que vem à cabeça. E ser uma pessoa agradável para dialogar requer articular conteúdos relevantes e interessantes. Por isso, invista em conhecimento: esteja por dentro das novidades, acompanhe as notícias, leia livros, assista a filmes e séries, viva. Todo esse repertório irá te ajudar a conduzir um bate-papo gostoso e formatar no outro uma imagem positiva de você.

Comentário

Deixe um comentário

vinte − 13 =

XHTML: Você pode usar: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Siga-nos nas redes